segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

DEFINIÇÃO

Se a simples companhia é prazer,
Se o contato, mesmo virtual, é lazer,
Se a ausência é apenas saborosa espera,
É porque a afinidade ao convívio, tempera.

Não defino o desfrute e nem sei a estação,
É porque o raro sabor, não conhecia...
A palavra existe e coitada... não sentencia!
Como é difícil descrever, saborosa sensação!

Risos e palavras ao espírito alimentam,
Amizade, amor, companheirismo, confiança,
E outros sentimentos se complementam...
E parece que vivemos um sonho de criança...

O mundo possui pessoas confiáveis e boas,
Para quem eu desejo felicidade, acima de tudo,
Sentimento que prefiro demonstrar mudo,
Pois não quero troca, nem expressão de loas.

O que me une a vocês, não há como nominar...
Uma única palavra não traduz, nem expressa,
Se ao menos o português eu ousasse dominar...
Minha alma agradece e a definição não interessa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário